A lei do caos

O que leva uma pessoa a empreender, a montar seu próprio negócio?

É muito difícil responder a essa questão de maneira objetiva, muitas são as razões, vamos destacar duas:

  • a vontade e a necessidade (pelo amor ou pela dor).

Já ouviram falar da Jornada do Herói? Trata-se de uma técnica infalível de criar um livro ou um filme de sucesso, um script para contar uma estória ou história.

 

Uma das etapas é "0 CHAMADO", ocorre num determinado momento da vida do personagem principal em que está tudo correndo dentro da normalidade e de repente acontece uma tragédia, uma perda e, tudo sai do lugar comum, certamente muitos conhecem essa experiência.

Vamos dar um exemplo: Uma determinada pessoa ocupa um bom cargo numa excelente empresa e, um belo dia recebe a notícia de sua demissão. Depois do susto no primeiro impacto, ela poderá reagir pensando na tremenda oportunidade de montar seu próprio negócio (a vontade) ou após muito tempo desempregada decide montar um negócio próprio para sua subsistência (a necessidade). Ou seja, a perda do emprego gerou um vazio momentâneo e uma mudança involuntária.

 

Chamamos esse processo de LEI DO CAOS que significa vazio, desordem, confusão e tudo aquilo que está em desequilíbrio.

Bem, de qualquer maneira todo esse processo se inicia com um estímulo que pode ser interno ou externo e a partir daí nos cabe fazer as melhores escolhas possíveis.

Vamos abordar o conceito de PROATIVIDADE, que é o comportamento decorrente do estado de consciência, prontidão e atitude que permite rever, reconhecer e assumir a responsabilidade de interferir e fazer com que as coisas aconteçam no tempo certo.

Para entender um pouco mais sobre proatividade, temos que falar sobre o mecanismo estímulo-resposta (reações imediatas a estímulos inesperados).

Os animais (irracionais) frente a um estímulo/ameaça reagem rapidamente com duas possíveis respostas: lutar ou fugir (desta forma é o mundo externo que determina a conduta desse animal - a "culpa" é do outro

Os ANIMAIS (irracionais) frente a um estímulo/ameaça REAGEM rapidamente com duas possíveis respostas: lutar ou fugir (desta forma é o mundo externo que determina a conduta desse animal - a "culpa" é do outro

Por sua vez o SERES HUMANOS 

possuem dons que os diferenciam dos animais (que permitem utilizar a mente para compreender como atitudes, geram resultados.

Os seres humanos frente a um estímulo escolhem a resposta e a isso chamamos de responsabilidade, utilizando quatro dons:

 

  1. Autoconsciência (EU);

  2. Consciência (MEIO AMBIENTE);

  3. Imaginação (O QUE AINDA NÃO ACONTECEU);

  4. Vontade Independente (ESCOLHA / CONSEQUÊNCIAS).

 

Então, não importa qual seja o estímulo, não é o mundo externo que determina sua conduta, não há "culpados", a responsabilidade é sua.

Sempre temos uma ESCOLHA e devemos utilizar nossos dons humanos para tomar a melhor decisão.

Vamos entender um pouco mais sobre tudo isso na prática:

Os PROATIVOS influenciam o meio, assumem seus erros e aprendem com eles, sã parte da solução do problema.

Em contrapartida, existem indivíduos REATIVOS, responsabilizam o meio por tudo o que lhes acontece, buscam culpados, sentem-se vítimas das adversidade e fazem parte do problema.

São estilos de resposta (atitudes) que podemos adotar diante das circunstâncias, dificuldades e desafios a que somos diariamente submetidos.

 

Proatividade é a capacidade de interferir de maneira consciente, positiva e responsável. Ação que aponta na direção do melhor resultado possível, o comprometimento com a busca das soluções. Características fundamentais para que um empreendedor tenha sucesso.

 

Um EMPREENDEDOR PROATIVO realiza suas atividades com paixão, amor, maestria e comprometimento, é movido pela busca incessante de RESULTADOS SEMPRE SUPERIORES, facilmente reconhecido pelo seu grau de conhecimento, habilidade e atitude diante das dificuldades.

Proatividade é uma característica que podemos desenvolver, existem algumas FORMAS DE ESTIMULÁ-LA:

  • Valorize o que precisa ser feito. Encontre significado que deve motivaras atitudes;

  • Busque o lado positivo das ocorrências e as encare como oportunidade;

  • Assuma as "rédeas" de sua vida;

  • Lembre-se, para tudo há uma solução;

  • Procure conviver com pessoas proativas;

  • Busque proximidade com pessoas que lhe depositam confiança;

  • Prefira integrar equipes que comemoram e reforçam positivamente as vitórias;

  • Questione-se se seria possível um maior nível de proatividade em todas as situações;

  • Procure verificar o que é possível para reverter ou minimizar os efeitos de eventuais erros cometidos;

  • Escolha sempre algo realmente importante e comprometa-se com sua realização;

  • Abandone a linguagem reativa e adote a linguagem proativa.

Como transformar a linguagem reativa em linguagem proativa:

Click no botão abaixo e adquira hoje mesmo seu exemplar:

Essa mudança de comportamento poderá consumir tempo e dedicação, mas com certeza, o resultado valerá todo esse investimento.

 

A teoria da Proatividade nasceu nos campos de concentração nazistas, onde o médico psiquiatra Viktor Frankl sobreviveu a terríveis atrocidades, inclusive a perda de sua família (esposa, pai, mãe). Ele decidiu que mesmo diante das piores circunstâncias, as pessoas podem criar e encontrar significado para a existência, somos responsáveis pelas nossas escolhas e ações frente a situações impostas pelo meio.

 

Não é o que acontece, mas sim como agimos diante do que nos acontece.

Dessa forma, podemos concluir que do CAOS podem surgir GRANDES OPORTUNIDADES.